fbpx

De diferentes formatos, tamanhos e materiais, as esculturas podem ser um grande coringa na decoração. As peças, nos mais diversos estilos, compõem mesas, nichos, estantes e podem até ser o centro das atenções em um ambiente. Como tirar proveito de tamanha versatilidade? Reunimos algumas dicas e, claro, uma seleção das nossas esculturas para quem quiser se inspirar!

 

como-usar-esculturas

Escultura vida – Dracena Home

 

O ambiente

 

Não pense que as esculturas se limitam ao estar e às áreas sociais. Na verdade, elas podem ser inseridas em qualquer ambiente. Mas, é preciso definir exatamente o local para escolher o tamanho, o formato, a quantidade de peças e, especialmente, o material de fabricação. Por exemplo, esculturas de área externa precisam ser resistentes às mudanças de temperatura, exposição constante ao sol e chuva.

 

Ambiente decorado pela Dracena Home – na parede Escultura Variáveis Ocre, assinada pelo Studio Lopomo

 

O tamanho

O mais importante é se preocupar com as proporções. Uma casa grande e espaçosa com áreas amplas e pé-direito alto recebem muito bem peças de grandes proporções, colocadas no chão ou na parede. Nesse caso, lembre-se de que obras de arte precisam de espaço e iluminação adequados para ganhar ainda mais destaque. Faça com que sua peça seja um ponto focal da sua decoração.

 

Escultura Revolt – Dracena Home

 

Já em espaços menores, o ideal é optar por peças pequenas que ajudem na composição de estantes, nichos, prateleiras, mesas e aparadores. Use junto com outros objetos decorativos, vasos e livros e não tenha medo de ousar.

Mora em uma casa pequena, mas se apaixonou por uma escultura de chão e não abre mão de usar a peça no seu décor? Pense bem onde posicioná-la, então. Evite locais de passagem para não atrapalhar a mobilidade de moradores e visitantes – e até colocar em risco a integridade da sua escultura.

 

Esculturas peças de Xadrez, assinadas pelo artista plástico Leonardo Bueno.

 

O tipo

Esculturas de animais e as peças de bronze ou madeira são ideais para os ambientes mais rústicos. Peças delicadas são ótimas opções para ambientes contemporâneos, com decoração clean e minimalista. Esculturas retrô como as réplicas de bicicleta, relógio ou rádio dão um toque vintage a qualquer ambiente. Já os candelabros e imagens sacras combinam com ambientes mais clássicos. Tenha sempre em mente, antes de eleger a sua peça, que ela pode te ajudar a deixar a sua decoração – e, consequentemente sua casa – muito mais harmônica. Mas é preciso que a peça converse com todo o design do ambiente onde está inserida.

 

Nossos artistas

 

Aqui, na Dracena Home, estamos sempre em busca de peças que ajudem você a compor o ambiente da sua casa, seja ele de que estilo for. Por isso, trabalhamos com grandes artistas de diferentes partes do país.

 

Esculturas Cachorros Magros, assinados pelo artista Marcos da Sertania.

 

Do Sertão, temos a delicadeza das peças criadas em madeira por Marcos de Sertania. Suas esculturas, inspiradas na cadela Baleia da obra clássica de Graciliano Ramos – Vidas Secas -, ajudam a trazer um toque da mais pura brasilidade à sua casa.

 

Esculturas madeira, assinadas por Ted Benvenut

 

De São Paulo, temos a contemporaneidade das obras de Ted Benvenuti e do Studio Lopomo. Começamos a comercializar o trabalho de Benvenuti há pouco tempo, justamente porque nos encantamos na maneira como ele usa a madeira como forma de expressão.

 

Ambiente decorado pela Dracena Home, na parede, a escultura Poliedro (clique aqui para ver), assinada pelo Studio Lopomo

 

Já o Studio Lopomo fornece grande parte das nossas esculturas de parede, que são sucesso absoluto de vendas por aqui. Multidisciplinar, o estúdio trabalha no limite entre arte e design desenvolvendo peças assinadas, únicas ou em edições limitadas. Todas produzidas artesanalmente.